10 sintomas do desvio de septo

10-sintomas-do-desvio-de-septo

Por: - CRM 11052 / RQE 7503
Publicado em 17/11/2018

10 sintomas do desvio de septo

O desvio de septo é uma condição que afeta 8 em cada 10 brasileiros. Estima-se que 80% da população tenha a parte interna do nariz – o septo nasal – torta e, consequentemente, apresente algum grau de dificuldade para respirar.

Como alguns dos seus sintomas são comuns a outras doenças respiratórias, muitas pessoas nem imaginam que possuem o problema e, com isso, não realizam o tratamento adequado para buscar uma melhora na sua qualidade de vida.

Assim, listamos neste artigo os principais sintomas do desvio de septo, bem como mais informações sobre essa condição em si. Com essas informações, fica muito mais fácil identificar a sua existência e buscar o profissional especializado para realizar o tratamento adequado.  

O que é e quais as causas do desvio de septo

 O septo nasal é uma “parede” que divide as duas fossas nasais. Ela é composta por uma parte óssea e uma cartilaginosa, ambas recobertas por um tecido conhecido como mucosa.

É considerado desvio de septo quando há o deslocamento dessa estrutura, ou seja, ela deixa de estar centralizada. Com isso, há a obstrução de uma ou ambas as fossas nasais, interrompendo o fluxo de ar e impedindo que o nariz realize as suas funções de forma adequada.

Em muitos casos, o desvio de septo é congênito ou se manifesta já na infância, quando os ossos da face ainda estão em desenvolvimento. Porém, há outras causas que podem levar ao seu surgimento ao longo da vida, como:

  • Traumatismos de face;
  • Fraturas nasais;
  • Aumento das conchas nasais inferiores em decorrência da rinite alérgica;
  • Ocorrência de processos inflamatórios ou infecciosos crônicos.

Dentre essas causas, a mais comum é o traumatismo, que pode ser provocado em uma queda ou mesmo durante a prática de esportes.

Principais sintomas do desvio de septo

Há vários graus do problema e, consequentemente, variações nos sintomas. Assim, existem desde desvios de septo que são assintomáticos até situações em que a dificuldade de respirar é tão grande que a qualidade de vida como um todo fica comprometida.

Confira a lista dos principais sintomas da doença e fique alerta à existência de um ou mais de um deles no seu dia a dia:

  1. Sensação de nariz constantemente entupido;
  2. Necessidade de realizar a respiração pela boca;
  3. Ronco;
  4. Síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS);
  5. Infecção nos seios paranasais (sinusite);
  6. Sangramento nasal;
  7. Dores de cabeça (cefaleia);
  8. Dores na face;
  9. Cansaço extremo;
  10. Redução no sentido do olfato. 

O desvio de septo tem cura?

Há diversas alternativas para minimizar os sintomas do desvio de septo nasal e, com isso, favorecer a um melhor fluxo de ar durante a respiração.

Uma das mais conhecidas é a septoplastia. Trata-se da cirurgia que corrige essa deformidade, ou seja, que centraliza o septo nasal. A recomendação é que ela seja realizada preferencialmente após a adolescência, quando o nariz já terminou o seu processo de crescimento.

Porém, não são todos os casos em que é preciso realizar esse procedimento. Quando o desvio do septo é considerado leve, é possível tratá-lo usando um dilatador nasal, que são aquelas fitas adesivas para abrir as vias nasais, ou mesmo realizando lavagem com soro fisiológico.

Há, ainda, a opção medicamentosa, como os descongestionantes nasais e os anti-histamínico. Em todos os casos, somente um médico especializado pode indicar o tratamento mais adequado. Assim, ao sentir um dos sintomas acima está presente em seu cotidiano e atrapalhando seu bem-estar, procure um otorrinolaringologista.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto deste artigo? Conte com o Corpo Clínico do CDO para realizar desde os exames diagnósticos até o tratamento indicado para suas necessidades individuais.

Material escrito por:
- CRM 11052 / RQE 7503

O Dr. Juliano Colonetti é formado em medicina pela Universidade Católica de Pelotas e especialista em Otorrinolaringologia pela Aborlccf. Fez estágios e especializações em Rinologia, Cirurgia Endoscópica Endonasal e Cirurgia de Base de Crânio na Austrália e Itália. Seus principais interesses são a cirurgia de base de crânio, rinologia e rinoplastia.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.