Stacks Image 843
Tem alguma dúvida ou quer saber mais sobre um problema de saúde da área de Otorrinolaringologia? Acesse conteúdo de qualidade preparado por nossos profissionais.
Stacks Image 844
Conheça as cirurgias realizadas pela equipe do CDO. Aqui você também encontra informações detalhadas sobre cada procedimento, orientações, ilustrações e vídeos.
Stacks Image 845
O CDO dispõe de uma grande variedade de exames complementares. Tudo para ajudar no seu diagnóstico e melhorar a sua vida.
Septoplastia (correção do desvio do septo nasal)


Definição:

A septoplastia é a cirurgia realizada para correção do desvio do septo nasal.
Pode ser realizada como procedimento único ou combinada a outros procedimentos nasais como a turbinoplastia por radiofreqüência, turbinectomia convencional, cirurgia endoscópica dos seios da face, adenoidectomia ou rinoplastia.

Principais indicações para realização de cirurgia:
As principais situações em que está indicada a realização da septoplastia são:
  • presença de sintomas de obstrução nasal (nariz entupido, boca seca, etc) que sejam atribuídos ao desvio do septo.
  • desvio do septo que colabore para o aparecimento de outras doenças do nariz, como a sinusite aguda de repetição (vários episódios de sinusite) e a sinusite crônica.
  • ronco e apnéia do sono (em casos bem selecionados)
  • dor de cabeça atribuída a um grande desvio do septo que encosta em outras estruturas internas do nariz (cefaléia rinogênica)

Local de realização:

A septoplastia é realizada em centro cirúrgico.

Tipo de anestesia:
Geral (sob os cuidados de médico anestesiologista).

Como é realizada:
  • Incisão (corte): é feita uma pequena incisão interna (não será aparente) no nariz, a partir da qual será realizada a dissecção cuidadosa do desvio e sua remoção.
  • Pontos: sutura da incisão com 2 ou 3 pontos, que cairão espontaneamente no período pós-operatório.
  • Curativos: em geral, são colocados 2 finas talas de plástico no interior do nariz (1 em cada lado), que serão retiradas em 3 a 7 dias no consultório médico. Em alguns casos, pode ser necessário o uso de um tampão nasal para evitar sangramentos.
  • Alta hospitalar: em geral, no mesmo dia da cirurgia.

Cuidados e recuperação:
Dor: em geral a dor é pequena, controlada com analgésicos simples.
Inchaço: nos primeiros dias ocorrerá inchaço do interior do nariz, fazendo com que ele fique um pouco entupido. Externamente, o aspecto do nariz permanecerá o mesmo.
Cuidados locais: higiene nasal com solução fisiológica, evitar traumas no local.
Afastamento do trabalho: em geral, 7 dias
Atividade física: em geral, 2 semanas. Para atividades com chance de trauma (esportes de contato), até 3 meses.

Outras perguntas freqüentes:

A cirurgia pode ser realizada por "vídeo"?

Sim. Em alguns casos, especialmente nos desvios septais posteriores (localizados mais profundamente no nariz), o uso de equipamento de videoendoscopia é muito útil para uma dissecção mais precisa e segura. É importante ressaltar que o uso de videoendoscopia é apenas uma forma de melhorar a visualização das estruturas nasais, permitindo uma dissecção mais precisa e segura. As técnicas de dissecção e instrumentos utilizados são basicamente os mesmos de uma septoplastia convencional.

A cirurgia pode ser realizada em crianças?
Sim, em casos bem selecionados.